Taubaté - Hospital Regional inicia atividades do Programa de Residência Médica 2011

Proposta da SBSC é ampliar Instituto responsável pelo Programa e ampliar a Pesquisa técnico-científica na região



O Hospital Regional do Vale do Paraíba, deu início, nesta terça-feira (01/02), às atividades com os médicos residentes aprovados no processo seletivo no final do ano passado. Ao todo são 10 novos residentes, que passaram por um processo com mais de 150 candidatos de várias regiões do país, que disputaram vagas nas áreas de Cirurgia Geral, Neurocirurgia e Anestesiologia.

As inscrições tiveram início em novembro e as provas foram realizadas no mês de dezembro. Para Cirurgia Geral, a Residência dura 2 anos. Já para Anestesiologia, o programa tem duração de 3 anos e, na área de Neurocirurgia, 5 anos.

A Residência Médica do Hospital Regional já tem tradição, sendo credenciada pelo Ministério da Educação (MEC) desde 1983. O principal objetivo é o treinamento de médicos em várias especialidades, preparando-os para o exercício de suas atividades dentro da real demanda da medicina.

Desde a criação do programa, 163 profissionais já foram formados e, muitos deles, voltaram para exercer atividades no Hospital Regional ou na região. "Temos médicos que se formaram aqui e hoje atuam nos diversos setores e especialidades do Hospital. A nossa Cirurgia Geral foi o primeiro passo para que muitos pudessem se qualificar e voltar ao HR para trabalhar nas áreas de referência, "oxigenando" o nosso Corpo Clínico", comenta o coord. do IEP, Dr. Marco Willians Baena Destro.

O Vale do Paraíba é formado por um complexo de cidades de grande e médio portes que têm o Hospital Regional como referência da média e alta complexidades. Desde 2004, quando o Governo do Estado de São Paulo assumiu o hospital, o programa de Residência Médica vem sendo ampliado, bem como o Instituto de Ensino e Pesquisa (IEP), responsável pelos trabalhos.

Com o início da administração da Sociedade Beneficente São Camilo (SBSC), o IEP vem recebendo foco especial, com a proposta de melhora na infra-estrutura e maiores investimentos na pesquisa científica, sem contar os programas que possibilitem acesso da comunidade ao Hospital. Prova disso, são os quase 20 trabalhos referentes a casos de sucesso atendidos no HR que tiveram destaques em Congressos apenas no 2º semestre de 2010.

em 02/02/2011
A Residência Médica do HR já tem tradição, sendo credenciada pelo Ministério da Educação (MEC).