S√£o Camilo Sa√ļde

Lei da Transpar√™ncia‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč

My Image

REGIONAL SUDESTE

Carta de Princípios Camilianos

CARTA DE IDENTIDADE DAS ENTIDADES CAMILIANAS BRASILEIRAS‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč

5 Quanto aos profissionais de nossas entidades, estes constituem nosso principal e verdadeiro patrim√īnio. Gra√ßas √† sua compet√™ncia humana e profissional, os valores camilianos s√£o preservados e implementados na pr√°tica. Procuramos desenvolver e aplicar uma pol√≠tica de recursos humanos visando a sua cont√≠nua capacita√ß√£o humana e profissional. Buscamos criar um clima de uni√£o, fraternidade e corresponsabilidade em todos os n√≠veis de atua√ß√£o. Incentivamos a inser√ß√£o dos profissionais em atividades mission√°rias e de voluntariado.

1 N√≥s, Camilianos, da Prov√≠ncia Camiliana Brasileira da Ordem dos Ministros dos Enfermos e Delega√ß√Ķes - Padres e Irm√£os -, declaramos publicamente, atrav√©s de nossas entidades, nosso compromisso de fidelidade aos ideais do fundador, S√£o Camilo de Lellis (1550-1614).  Atualizamos nosso carisma e espiritualidade para o nosso tempo, a fim de servir, com amor evang√©lico e compet√™ncia profissional, √†s novas e futuras gera√ß√Ķes, no √Ęmbito da sa√ļde, em suas m√ļltiplas necessidades, sejam elas biol√≥gicas, ecol√≥gicas, sociais, ps√≠quicas ou espirituais. 


2 A miss√£o prof√©tica que herdamos do Evangelho e de S√£o Camilo, consiste em seguir Jesus no cuidado samaritano dos doentes, ‚Äúestive enfermo e me visitastes‚ÄĚ (Mt 25,36) e ‚Äútestemunhar no mundo o amor (...) de Cristo para com os doentes‚ÄĚ (Constitui√ß√£o, no.1). Segundo nossa Constitui√ß√£o, no cora√ß√£o de nosso minist√©rio, encontramos o compromisso e a consci√™ncia de que: ‚Äúpela promo√ß√£o da sa√ļde, cura da doen√ßa e al√≠vio do sofrimento, cooperamos na obra de Deus criador e glorificamos a Deus no corpo humano e manifestamos nossa f√© na ressurrei√ß√£o‚ÄĚ (no. 45).  ‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč

3 Quanto √† vida e sa√ļde, procuramos respeitar todas as suas dimens√Ķes ‚Äď biol√≥gica, ps√≠quica, social e espiritual. Empenhamo-nos em promov√™-las, preserv√°-las e delas cuidar, segundo os valores √©ticos, crist√£os e eclesiais, desde o momento inicial at√© o seu fim natural. Incentivamos que este cuidado profissional seja sempre mais de car√°ter inter, multi e transdisciplinar. Cultivamos uma vis√£o hol√≠stica e ecum√™nica, repudiando tudo quanto possa agredir, discriminar ou diminuir sua plena express√£o, desde o n√≠vel pessoal at√© o socioambiental e ecol√≥gico.

4 Quanto √† pessoa humana, reconhecemos, promovemos e defendemos sua inalien√°vel dignidade.  Acreditamos que somos filhos (as) queridos (as) de Deus, criados (as) √† sua imagem e semelhan√ßa. Almejamos que todos (as) primem pelo cuidado respons√°vel, pela escuta atenta e emp√°tica e pelo profissionalismo humanizado. Procuramos sempre, seja na educa√ß√£o √† sa√ļde, no cuidado dos doentes ou na a√ß√£o social de prote√ß√£o dos vulner√°veis, ‚Äúcolocar o cora√ß√£o nas m√£os‚ÄĚ (S.Camilo). Vivendo a fidelidade criativa ao nosso carisma, vamos ao encontro dos que se encontram nas ‚Äúperiferias geogr√°ficas e existenciais da vida humana‚ÄĚ (Papa Francisco).

6 Quanto √† administra√ß√£o das entidades, empenhamo-nos na busca incessante de novos conhecimentos humanos, cient√≠ficos, tecnol√≥gicos, √©ticos e pastorais. Esses valores garantem a utiliza√ß√£o sustent√°vel e inovadora dos recursos, em vista da humaniza√ß√£o das rela√ß√Ķes e processos, bem como da qualidade dos servi√ßos prestados. A administra√ß√£o de nossas entidades n√£o √© um fim em si mesma, mas um instrumento para o exerc√≠cio eficiente, eficaz e sapiente de nossa miss√£o no mundo da sa√ļde.

7 Quanto √†s Entidades Camilianas, buscamos sua autossustentabilidade e perenidade, implementamos estrat√©gias que avaliem e desenvolvam seus recursos, alinhando-os com nossa  identidade e miss√£o camiliana. Estamos abertos √† coopera√ß√£o e estabelecimento de alian√ßas nacionais e internacionais. Nossas lideran√ßas, seja no √Ęmbito assistencial, educacional ou social, promovem sinergia de esfor√ßos e recursos, m√ļtua ajuda e parcerias entre √°reas afins. Uma √ļnica logomarca √© express√£o vis√≠vel das entidades, na sua identidade, unidade e miss√£o, em vista da promo√ß√£o e constru√ß√£o de uma sociedade mais saud√°vel, justa e solid√°ria.

NOTA: Este documento foi aprovado pelo Conselho Provincial da Prov√≠ncia Camiliana Brasileira em sua reuni√£o ordin√°ria de 14 de mar√ßo de 2014, ano jubilar da celebra√ß√£o do IV Centen√°rio da morte de S√£o Camilo de Lellis (1614-1014). ‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč‚Äč